Wild Wild Country

Muitas pessoas com certeza assistiram ao "Wild Wild Country", série documental sobre Rajneesh Puran disponível em Netflix, ficando, talvez, desconcertadas pela nítida discrepância entre textos de Osho e condutas praticadas naquele rancho. Afinal de contas, Bhagwan Shree Rajneesh era realmente uma pessoa subversiva, completamente manipuladora ao ponto de estruturar uma comunidade inteira tão somente para suas extravagâncias serem concedidas, ou, quem sabe, influências alheias aos verdadeiros interesses subverteram toda a ideia do local?

A Epítome Ontológica Universal
Excelentes resumos estão disponíveis na internet, motivo pelo qual este Enquirídio não repetirá toda a saga em texto. Indo direto ao ponto, quando se lê Osho, nada parece bélico, embora sua filosofia seja radical e constantemente incompreensível do ponto de vista das culturas ocidentalizadas e materializadas.

Osho possuía conhecimentos profundos e precisava de ouvintes e seguidores. Mestres em geral necessitam disto. Contudo, mesmo Bhagwan Shree Rajneesh não conseguiu escapar das idolatrias, quando grupos de pessoas simplesmente o "sequestraram" por intermédio de determinadas influências.

Vaidoso, Osho contradizia em atitude aquilo que pensava, valendo lembrar que também era humano e possuía, sim, defeitos. Nestes termos, permitiu que veículos carros e joias luxuosas determinassem seu preço, além da população crescente em Rajneesh Puran, dando uma ideia de quantidade, mas não qualidade. Este é o problema de se cultuar o homem ao invés racionalizar apenas sobre as idéias humanas: utilizar alguém como molde de conduta moral.

Ninguém deve se moldar no homem. Ideias muito bem são válidas e servem como estímulos ao raciocínio para obtenção da liberdade intelectual. Entretanto, parece muito natural querer estar junto ao mestre e seguir seus passos. Acontece que alguns discípulos se acham no direito de serem mais próximos, quando, desta maneira, iniciam um processo de apropriação, limitando a presença dos demais e transformando todo conhecimento obtido em reuniões privativas em palestras pseudo-autorizadas, gerindo o próprio Guru como sendo uma empresa.

Entenda: inexiste um vilão em "Wild Wild Country". Existe apenas algo muito claro e evidente: vaidade. Todos os ensinamentos, excertos de Tao Te Ching, Upanishads, Bíblia ou mesmo lições preciosas do budismo dentre tantas outras filosofias foram simplesmente jogadas fora quando o ego passou a protagonizar naquele lugar. Ninguém mais queria ser uma pessoa iluminada! Todos apenas almejavam ser alguém com prestígio, acesso ao mestre - lembrando que tal havia se tornado privativo. Conforme dito, virou um negócio.

Osho continua sendo uma figura importante e possui ensinamentos que ajudam pessoas no mundo inteiro. Infelizmente foi vítima do movimento que desejou ver florescer. Eram apenas plantas com espinhos e raízes frouxas. Evidentemente, muitos contemporâneos daquele momento tiveram enormes experiências e atualmente repercutem para outros mais, sendo realmente importante lembrar que existem pessoas setorizando e segregando seus semelhantes em proveito próprio, mesmo que arruíne o sonho ou vida de alguém - como arruinaram Bhagwan Shree Rajneesh.

0 comentário(s):

Postar um comentário