Disciplina do Sucesso

Disciplina é a palavra essencial que carrega conceito extremamente simples para qualquer pessoa que procura o sucesso, embora sua compreensão ainda demande apreensão de significados que possibilitem sua efetivação prática no contexto cotidiano, seja laboral ou caseiro. Apesar de vários dicionários e enciclopédia tentarem explicar sua razão lógica, conforme se percebe diariamente pelas constantes falhas, geralmente mínimas, saber o significado de determinado termo não implica necessariamente em se conscientizar a respeito de poder praticar. Por quê?

A Epítome Ontológica Universal
Porque disciplina requer objetividade. Observe um maquinário de relógio. Todas as peças precisam cumprir suas funções de maneira pontual. Qualquer funcionamento destoante representa falha crucial, decorrendo disto a paralisia, avanço ou atraso dos ponteiros, sendo consequência final a apresentação errada da marcação horária.

Embora as pessoas não devam ser tratadas como peças de relógio (passíveis de descartes), precisam, mesmo em nível mental, pensar na objetividade das próprias atividades no intuito de perceberem o propósito daquilo que desempenham, aceitando as responsabilidades e contemplando as respectivas utilidades.

Mesmo que alguém precise realizar várias atividades, somente conseguirá resultado sendo suficientemente objetivo numa primeira tarefa para, depois de finalizada, realizar a próxima. Objetividade requer saber exatamente aquilo que precisa ser feito, inclusive, para entender sua conclusão e possível próximo início. Desta forma, disciplina surge como decorrência deste empenho, através da tomada de consciência sobre sua responsabilidade e utilidade.

Resumindo, disciplina significa aceitar as responsabilidades inerentes a qualquer atividade que precisa ser desenvolvida com suficiente clareza acerca dos objetivos, sobretudo, visando atingir sua conclusão, decorrendo disto a aquisição de consciência necessária para entender a utilidade destes esforços em determinado contexto. Sucesso é conseguir concluir uma ação, desde a mais simples até a mais complexa, sendo parte ou todo do processo. Certamente, adotando esta simples mentalidade, parecida com uma maquinação de relógio, acredita este Enquirídio que qualquer pessoa poderá ser bem sucedida.

Apenas para concluir, talvez algumas pessoas não consigam finalizar suas atividades por tentarem vivenciar o futuro ou passado (existe sua importância, porém, racionalmente), embora estejam sempre no presente. Percebendo isto, este Enquirídio havia publicado Nem no Futuro, Nem no Passado, principalmente para trazer uma mínima compreensão acerca da depressão e ansiedade, sendo importante fazer sua leitura para melhor perceber os pressupostos da definição de disciplina apresentada.

0 comentário(s):

Postar um comentário